top of page

Facilitadores da Rede Bem Viver participam de capacitação em agroecologia no Rio Grande do Sul

Com início no dia 04 e término no dia 19 de abril, a capacitação foi realizada no Centro de Formação da Cooperbio, que está localizado no município de Seberi, região do Médio Alto Uruguai (Rio Grande do Sul). Com foco a qualificação da práxis agroecológica, a capacitação contou com momento de nivelamento de saberes entre as delegações oriundas das cinco grandes regiões brasileiras, foi realizado aprofundamento teórico em processos de facilitação, análises de convergências e desafios em comum.

A capacitação contou com assessorias especializadas nas temáticas abordadas, assim como blocos de estudo auto-geridos por grupos de trabalho formados com participantes cuja representatividade abrangeu as cinco grandes regiões brasileiras e que atuam na facilitação em agroecologia. O que permitiu o direcionamento da capacitação a resolução de questões-chave desde o local onde os pés pisam, isto é, foi possível construir diálogo de saberes, matriz da práxis agroecológica e o desenvolvimento de ações complementares nas diferentes regiões.

Kátia Soprani (facilitadora em agroecologia) que atua na área de comunicação, assessorando a Rede Bem Viver, comentou que “[...] o espaço de formação contribuiu para o fortalecimento da rede, uma vez que temas importantes a nós, como a questão do planejamento produtivo, ainda um tanto incompleta, pode ser aprofundada e debatida, com o diálogo de saber. Foi bom ver organizações mais avançadas, em que pudemos aprender com sua prática e de organizações mais jovens, em que pudemos contribuir com o seu desenvolvimento.

Ao fim da formação, no processo de definição dos papeis e habilidades desenvolvidas pelos presentes, foi deliberado coletivamente o fortalecimento dos espaços de planejamento das organizações presentes, com foco a manutenção de uma rede de troca de saberes com apoio do Coletivo de Soberania Alimentar do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), o qual se apresenta como importante mobilizador da agroecologia, desde a perspectiva camponesa.


Por assessoria de comunicação.

55 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page