top of page

Membro da Welthaus Bielefeld realiza visita técnica à Rede Bem Viver

Com o foco em conhecer e monitorar as ações apoiadas pela Welthaus Bielefeld (Organização Não Governamental Alemã) no âmbito da Rede Bem Viver, foi realizado no mês de outubro visita técnica de monitoria pelo Sr. Klaus Kortz a famílias atendidas pelo projeto “Promoção da soberania alimentar de famílias de pequenos agricultores do Estado do Espírito Santo através de métodos de agroecologia, certificação orgânica, marketing e advocacia (P5318)”, que atende 140 famílias de camponesas em 10 municípios capixabas.


Durante a agenda técnica, foi possível apresentar práticas agroecológicas, como a realização de comercialização direta solidária, institucional (compras governamentais), produção de biofertilizantes, planejamento produtivo. Para tal, foram visitas as famílias Luck, Sirillo, ambas de Vila Valério, Fabem e Cosme, localizadas no município de São Mateus.

Durante as visitas, as famílias apresentaram sua história, potencialidades e desafios a produção agroecológica, que vai deste o relacionamento com vizinhos, no fortalecimento da Educação do Campo, no relacionamento familiar, até os processos de comercialização da produção, envolvendo um conjunto de canais distintos.

Algo que chamou a atenção, foi o fato de as famílias visitadas já terem conhecido, mesmo que de forma virtual o Sr. Klaus, que participou de um seminário realizado pelas famílias em dezembro de 2021, acompanhando parcialmente os trabalhos realizados no encontro, o que demonstra a importância do uso das novas tecnologias em favor da interação entre os agentes parceiros. Ao se apresentar, Klaus foi surpreendido positivamente pela Sra Elza Fabem ao afirmar “Eu já te conheço do seminário. Você participou pela internet”.

Durante os momentos de diálogo, foram apresentados desafios quanto ao avanço do projeto, o que compreende período chuvoso, pandemia de COVID-19, mas principalmente, o esvaziamento de políticas públicas a agricultura camponesa. Um aspecto importante, foi de adaptabilidade aos novos cenários, desenvolvimento de canais de comunicação institucional, assim como o fortalecimento de uma rede de apoio mútuo, o qual merece destaque, Cooperativa dos Agricultores Familiares de Colatina (CAF-Colatina), Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (INCAPER) e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), sendo fundamentais na condução de questões de cunho técnico.

Para Marijane Luke, camponesa e coordenadora de produção e comercialização no município de Vila Valério, a presença do Sr. Klaus representa “afirmação de que a produção agroecológica é o caminho para nossas famílias, e que é possível através da cooperação mudar as realidades e trazer esperança e rentabilidade aos camponeses”.

Klaus em processo avaliativo, expressou grande alegria em poder ver os frutos da cooperação entre os dois países (Alemanha e Brasil), sendo amplos, envolvendo as bases da sustentabilidade, da produção de alimentos respeitando pessoas, plantas, animais e terra, da comercialização direta, da busca de autonomia frente a indústria da dependência tecnológica e do conhecimento, com a valorização dos saberes tradicionais.


Por Assessoria de Comunicação

20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page